Portal de notícias, artigos e informações. Criação e desenvolvimento de jogos e aplicativos digitais educativos.

Archive for the ‘Informações’ Category

O game “Infância Livre” (http://www.mptgames.com.br/infancialivre/) é o primeiro jogo fruto de uma parceria entre o Ministério Público do Trabalho de Campina Grande e o Curso Superior de Jogos Digitais da Facisa.

Trata-se de um jogo denúncia onde um jovem decide ajudar a erradicar o trabalho infantil de diversos cenários onde está prática acontece. O jogo foi desenvolvido pelos alunos Aleff Ghimel, Matheus Ferreira, Cesar Augusto, Aurélio Filgueiras e Valdemir Segundo sob a supervisão do Prof. Rodrigo Motta. Infância Livre está disponível de forma gratuita para jogar online, baixar para computador e tablets. (Youtube)

Confira o trailler do jogo:

Aplicativo dos Parques Municipais – Parques BH – recebeu atualização de informações, layout e programação. Desenvolvido em Unity3D, utiliza os novos recursos dessa poderosa ferramenta para criação de games 2D e 3D. A linguagem de programação é a C#, em substituição ao AS3 do Flash. O lançamento recebeu destaque na página da Fundação de Parques Municipais. Confira a matéria completa abaixo:

ParquesBH_app(1)Saber a localização dos 72 parques de Belo Horizonte, a infraestrutura; ter informações sobre fauna, flora e diversas outras, ficou mais fácil com a atualização do mapa interativo dos Parques Municipais em versão mobile, já disponível para dowloand gratuito em Android, no Google Play. Novo layout, mais leve e padronizado, e linguagem de programação diferenciada são as principais mudanças do aplicativo, que funcionava apenas por meio do Adobe Air. A versão em sistema IOS já começou a ser testada, mas ainda não há previsão de quando estará pronta para dowloand.

O Game Designer Maurício Volker, da Assessoria de Comunicação Social da FPM, responsável pela atualização do mapa interativo, acredita que o aplicativo é uma ferramenta de informação. “Ele facilita a busca por informações, as pessoas não precisam entrar no site para encontrá-las. Além disso, muitos não sabem que existe a Fundação de Parques Municipais-FPM e nem o número de parques de BH; então, o aplicativo é uma forma de divulgação”, diz.

Maurício conta que até o final de setembro o mapa interativo dos cemitérios de Belo Horizonte também vai estar disponível em Android. Quanto às mudanças realizadas no mapa dos parques ele afirma que levou em conta comentários de usuários que utilizaram a versão anterior. “É importante que as pessoas baixem, comentem sobre a experiência no Google Play e deem sugestões para que o aplicativo melhore ainda mais”, considera.

ParquesBH_app(2)

Link da matéria!
Link para o aplicativo!

Maria Laura Albuquerque
Do UOL, em São Paulo
Link: http://mulher.uol.com.br/gravidez-e-filhos/noticias/redacao/2014/08/25/aulas-de-tecnologia-ganham-espaco-e-importancia-nas-escolas.htm

07h15

Cada vez mais instituições de ensino têm demonstrado abertura para a inserção, em sua grade de aulas, de matérias ligadas à tecnologia. Usar a tecnologia a favor do ensino é uma excelente saída. Já comentamos em outras ocasiões o uso da tecnologia na educação. Segundo a reportagem do UOL, parece que essa realidade está cada vez mais presente em nosso cotidiano; falta educar os pais. Confira um trecho da reportagem:

No próximo ano, em nove estados norte-americanos, a ciência da computação deixará de ser uma matéria eletiva e terá o mesmo valor de matemática e ciências. O que significa que 30 distritos escolares dos Estados Unidos terão aulas de codificação de computadores para turmas de ensino médio e fundamental.

No Brasil, a onda tecnológica também está adentrando as escolas com força. É cada vez maior o número de salas de aula com computadores dividindo espaço com cadernos e livros, e crescente a oferta de cursos extracurriculares. Ao mesmo tempo, muitos pais se sentem perdidos em meio a tanta informação nova e têm dúvidas sobre a real validade desse tipo de conhecimento.

Será modismo ou realmente as crianças nascidas nesse início do século 21 precisam aprender a lidar cada vez mais com computadores, não só como usuárias, como também no papel de desenvolvedoras de conteúdo?

As famílias também temem que o mundo high-tech engula as crianças e os jovens a ponto de eles não se interessarem mais por outros assuntos, como esportes. E mais: quem não fica com um pé atrás quando o filho passa horas navegando na internet: será que ele está seguro ou corre o risco de entrar em contato com pessoas más intencionadas?

Atentas às novas tendências e, ao mesmo tempo, alinhadas às questões apresentadas pelos pais, diversas instituições de ensino estão oferecendo cursos que ensinam a garotada a criar aplicativos e games, por exemplo. (…)

Leia mais…

Matéria veiculada no portal Play’n’Biz – Entretenimento & Negócios, destaca a iniciativa do Governo Federal no fomento à produção audiovisual no Brasil; em especial, incentivos para a produção e desenvolvimento de games.


Programa de Apoio ao Desenvolvimento da Indústria Audiovisual, o Prodav, oferece oportunidades para novos projetos voltados a programas televisivos e mídia interativa, como ‘websódios’. A Abragames, convidada para o pronunciamento oficial, quer garantir o fomento do programa à produção nacional de games – Por Kao Tokio

O Programa de Apoio ao Desenvolvimento da Indústria Audiovisual, PRODAV, é uma iniciativa do governo federal voltada ao incentivo projetos audiovisuais independentes em formatos variados. Em comunicado institucional, a Abragames informou que participará oficialmente do lançamento do projeto. “Importante mencionar que a Abragames foi convidada a participar como representante do setor de Games no Conselho Superior do Audiovisual”, escreveu em informativo nas redes sociais Eliana Russi, Gerente Executiva do Projeto Setorial de Exportação Brazilian Game Developers, projeto da Abragames com a Apex-Brasil, Agência Brasileira de Promoção a Exportações e Investimentos. “Nosso pleito é para que Games passem a ser considerados como Audiovisual Interativo e sejamos beneficiados pela Lei do Audiovisual, que, inclusive nos abrirá portas para acessar fundos importantes de financiamento como Fundo Setorial do Audiovisual”, afirmou no comunicado.(…)

Confira a reportagem completa aqui!


Reportagem veiculada no site “Area H”, do portal UAI (www.uai.com.br), mostra pesquisa realizada nos EUA que quem joga videogame tem vantagem de 14% no ambiente de trabalho sobre quem não joga.

Por redação AreaH
Link da reportagem: http://www.areah.com.br/vibe/carreira/materia/61535/2/pagina_1/gamemaniacos-tem-melhor-rendimento-no-trabalho.aspx

Leia a reportagem na íntegra:

gamesVisto com maus olhos por muitos e considerado apenas uma forma de entretenimento que não adiciona em nada, os videogames trazem benefícios que você nem imaginava – um estudoconduzido pela Universidade de Denver, no Colorado (EUA) concluiu que quem joga videogame rende mais no trabalho. Agora você já tem a desculpa perfeita quando sua namorada te encher o saco por estar jogando demais.
A pesquisa foi feita com 6.476 estagiários, e aqueles que jogam videogames como PS3 e Xbox 360 possuem uma vantagem de 14% em habilidades gerais em relação aos que não jogam. Além disso, o grau de conhecimento geral dos gamers foi 11% superior aos outros, e a retenção de informação foi 9% maior.
Traci Sitzmann, PhD e professora assistente do núcleo que desenvolveu o estudo, diz que os jogos têm maior efeito quando promovem interações com o usuário, ao invés de apenas instruí-los passivamente. “Algumas empresas projetam jogos para seus funcionários há anos, mas até agora era tudo palpite, eles suspeitavam que os jogos ajudavam, mas não era provado”.
Os games são fontes de estímulo a criatividade e incentivam a resolução de problemas e a pro-atividade, pois a todo momento você deve concluir um objetivo, e para isso, deve elaborar estratégias e pensar na melhor forma de resolver os problemas. Essa experiência é facilmente aplicada ao dia-a-dia no ambiente de trabalho.
Mas não pense que se algo de errado acontecer você vai poder simplesmente apertar o “restart” e vai ficar tudo bem – essa possibilidade nos jogos pode criar o comportamento de que falhas e tropeços podem ser esquecidos ou perdoados, e isso não é verdade. É preciso ficar atento.
De qualquer forma, as jogatinas da madrugada agora tem valor para o seu futuro profissional!

infografico-jogo-na-sala-de-aula

Jogos coletam dados de movimentos dos pacientes, ajudando a indicar o melhor tratamento

PUBLICADO EM 07/06/13 – 03h00

ASHLEY SOUTHALL
THE NEW YORK TIMES
Do Jornal O Tempo

Danica Zimmerman, 14, precisou ir a mais de 20 médicos para então receber o diagnóstico correto

Washington, EUA. Os videogames estão se mostrando um aliado na solução de mais um problema de saúde: a dor crônica. O TubeRunner é um dos quatro jogos com temas galácticos desenvolvidos especificamente para o Complexo Médico de Tratamento da Dor, em Washington, nos Estados Unidos. Lá, especialistas da dor e desenvolvedores de jogos estão elaborando uma forma efetiva de medir a dor.
A médica responsável por essa iniciativa, Julia Finkel, espera que, usando dados técnicos dos jogos e de atividades interativas para identificar objetivamente e monitorar a dor, seja possível determinar as técnicas usadas para o tratamento. O ponto central do esforço para quantificar a dor, segundo Julia, é uma caixa preta retangular com três olhos que espreitam por trás da tela. Essa caixa já foi um Kinect, dispositivo sensor de movimentos que permite que os usuários controlem os jogos usando gestos e comandos de voz.

O dispositivo está sendo usado no paciente Reilly, 15, que sofre de síndrome de dor crônica regional, que começou na perna esquerda e se espalhou para outras partes do corpo. O garoto sente uma dor constante e forte, além de ter mudanças patológicas nos ossos e na pele, suor excessivo, inchaço e sensibilidade extrema ao toque.

Dados. O mais importante, para a médica, foi o rastreamento em três dimensões que o aparelho fez de 24 pontos no corpo do jovem, fornecendo dados sobre seus movimentos – ângulos, distância, velocidade, frequência – para um banco de dados seguro. Um software feito sob encomenda mede seus batimentos cardíacos e converte todos as informações para um gráfico que pode ser visto por um fisioterapeuta em um tablet em tempo real.
“Já que é informação digital, nós podemos manipulá-la, entendê-la e analisá-la. Então, de um ponto de vista de pesquisa, é um baú do tesouro de informações que podem nos ajudar a formular novas técnicas para tratar esses pacientes”, explica a pesquisadora.

Difícil. Danica Zimmerman, 14, foi a mais de 20 médicos por causa da queimação que começou, no ano passado, em sua mão direita e rapidamente se espalhou para os outros membros. Muitos médicos chegaram a dizer que ela estava imaginando a dor que lhe forçou a parar de praticar natação e a recusar abraços.

Finalmente, ela foi diagnosticada com distúrbio simpático-reflexo, outro nome para a síndrome da dor crônica regional. No complexo médico, presa a um frasco de analgésico, ela foi colocada para brincar com um jogo de meteoros.
A diretora do complexo, Sarah Rebstock, conta que é normal seus pacientes adolescentes irem a vários médicos antes de obterem um diagnóstico correto.

A Academia Nacional dos EUA estima que cerca de 100 milhões de adultos no país sofra de dor crônica. Os empregados dos hospitais afirmam que de um quarto a metade das crianças com menos de 18 anos têm dor crônica que dura mais de três meses. “Os médicos não costuma reconhecer a dor como uma patologia. Então, os pacientes acabam indo a vários profissionais tentando descobrir o que está errado”, explica.

Mudanças na legislação entram em vigor no dia 30; recurso será obrigatório em todos os centros de formação

Marc Frey | 4/6/2013 09:10

Reportagem veiculada no portal IG. Link: http://carros.ig.com.br/noticias/autoescolas+devem+adotar+simuladores+de+direcao+ate+o+fim+do+mes/6244.html

Simuladores serão obrigatórios em todos os CFCs

Os simuladores de direção serão obrigatórios nos Centros de Formação de Condutores (CFCs) brasileiros a partir do dia 30 deste mês. Portanto, as autoescolas do País que ainda não adotaram o novo sistema terão poucos dias para se adequar às normas estipuladas para o uso do equipamento.

Todo candidato a motorista terá que realizar, no mínimo, cinco aulas de 30 minutos em frente às três telas onde aprenderá os conceitos básicos de condução como troca de marchas, normas de circulação em avenidas, estradas, congestionamentos e até em situações climáticas e de risco. Os futuros condutores só poderão utilizar o simulador após o cumprimento da carga relativa às aulas teóricas-técnicas.

Apesar de ser defendida por especialistas, a obrigatoriedade dos aparelhos ainda esbarra na resistência de muitos proprietários de autoescolas no Brasil. Um dos agravantes é o preço do simulador, que custa em torno de R$ 30 mil, o equivalente a um carro popular. Além de adquirir o equipamento, as autoescolas terão que colocar a mão no bolso mais uma vez para montar uma sala onde o simulador ficará disponível para a realização das aulas. De acordo com o Denatran, o espaço deverá ter 15 metros quadrados e de duas a três câmaras que fornecerão imagens diretas ao órgão de trânsito para fiscalização das aulas.

O Denatran disponibiliza em seu site um estudo realizado pelo National Center Injury, instituto do governo norte-americano, no qual constata que o uso do simulador pode reduzir pela metade o número de acidentes envolvendo motoristas recém-formados. Vale ressaltar que o uso de simuladores de direção em autoescolas é comum nos Estados Unidos e na Europa há mais de dez anos.

Documentário sobre Indústria de Jogos no Brasil – Abril/2013

Fonte: Youtube.

 

 

Reportagem veiculada no jornal Estado de Minas. Estudo feito com pessoas de mais de 50 anos revelou que os jogadores são capazes de melhorar habilidades cognitivas e reverter em até sete anos a decadência relacionada à idade

Link: http://www.em.com.br/app/noticia/tecnologia/2013/05/01/interna_tecnologia,380392/jogar-videogame-retardaria-e-ate-reverteria-decadencia-mental.shtml#.UYJabx_DmRU.facebook

 

Agence France-Presse

Publicação: 01/05/2013 19:16 Atualização: 01/05/2013 19:33

Jogar videogame pode prevenir e até retardar a deterioração de funções cerebrais, como a memória, o raciocínio e o processamento visual, segundo um estudo publicado esta quarta-feira. O estudo da Universidade de Iowa, feito com centenas de pessoas com 50 anos ou mais, revelou que as pessoas que jogam videogame são capazes de melhorar uma variedade de habilidades cognitivas e reverter em até sete anos a decadência mental relacionada com a idade.

“Sabemos que podemos parar esta decadência e verdadeiramente restaurar a velocidade do processamento cognitivo das pessoas”, afirmou Fredric Wolinsky, professor de saúde pública da Universidade de Iowa e principal autor do artigo publicado no periódico PLOS One. “Então, se sabemos disso, não deveríamos estar ajudando as pessoas? É bem fácil e o pessoal de mais idade pode aprender a jogar”, afirmou.

O estudo é o último de uma série de projetos de pesquisa que examina porque as pessoas, à medida que envelhecem, perdem a “função executiva” no cérebro, que é necessária para a memória, a atenção, a percepção e a resolução de problemas. Wolinsky e seus colegas separaram 681 pacientes saudáveis em quatro grupos. Cada um destes grupos foi dividido em segmentos com pessoas de 50 a 64 anos e aqueles acima dos 65 anos. (…)

Leia mais: http://www.em.com.br/app/noticia/tecnologia/2013/05/01/interna_tecnologia,380392/jogar-videogame-retardaria-e-ate-reverteria-decadencia-mental.shtml#.UYJabx_DmRU.facebook

 

Valor em dinheiro será destinado a jogos com foco em empreendedorismo

Redação em 

Link: http://catracalivre.folha.uol.com.br/geral/negocio-urbanidade/indicacao/sebrae-lanca-concurso-de-game-com-premio-de-ate-r-80-mil/

Estão abertas as inscrições para o “1º Concurso de Desenvolvimento de Jogos Empreendedores do Sebrae”, que vai premiar com até R$ 80 mil desenvolvedores de softwares e games com produtos voltados a gestão empresarial e comportamento empreendedor.

A competição não é limitada a designers profissionais. Podem participar também designers amadores, empresas de desenvolvimento de jogos, estudantes e professores da área.

Os dez primeiros clocados serão premiados com valores em dinheiro que variam de R$ 30 a R$ 80 mil. Eles assinarão junto ao Sebrae um termo de cessão para que os jogos possam ser disponibilizados gratuitamente na nova plataforma de jogos da instituição. Esta plataforma oferecerá ferramentas para gerenciamento em pequenos negócios e habilidades empreendedoras de forma interativa.

Gratuitas, as inscrições podem ser feitas até 1º maio por meio do site do concurso.

Para quem mora no Rio de Janeiro, uma boa opção para ver (e ouvir) vídeos, ilustrações, curtas, animações, esboços… enfim, uma exposição completa no “Movie-se No Tempo da Animação”.

A exposição tem “Steamboat Willie” (1928), que marca a primeira aparição de Mickey Mouse nas telas, trechos do desenho Os Flintstones, criado pelo estúdio Hanna-Barbera nos anos 60, ilustrações da Turma da Mônica, e muitas projeções, telas, painés, interatividade e etc.

A exposição iniciou hoje, 05 de fevereiro e vai até 07 de abril de 2013.

Para saber mais: http://www.bb.com.br/portalbb/page511,128,10154,1,0,1,1.bb?codigoEvento=5068

Para ver algumas imagens presentes na exposição: http://fotos.noticias.bol.uol.com.br/entretenimento/2013/02/05/ccbb-rj-exibe-videos-e-ilustracoes-de-personagens-animados.htm?fotoNav=22#fotoNav=22

Estatísticas de Acesso:
  • 10 de agosto de 2010Desde:
  • 18Visitas hoje:
  • 156317Total de visitas:
  • 296140Visualizações:
  • 1Online:
Nuvem de Tags