terça-feira, 15 de fevereiro de 2011, às 7h05

Universidade Federal de Minas Gerais

Link da notícia: http://www.ufmg.br/online/arquivos/018213.shtml

Introdução ao desenvolvimento de jogos
Vagas:
20
Público-alvo: estudantes de ensino médio e superior; conhecimentos em programação, apesar de não serem necessários, podem ser úteis.
Carga horária: 20 horas-aula
Período: 5 a 8 de março
Horário: 14h às 18h
Inscrições: a partir de 21/02 no site www.ufmg.br/festivaldeverao
Preço: R$ 20

Jogos digitais são muito mais que diversão, lembra coordenador de oficina

Pode ser apenas diversão para a maioria das pessoas, mas para muita gente o mundo dos jogos digitais é profissão e grande negócio. É o que aponta o professor Luiz Chaimowicz, coordenador da oficina Introdução ao desenvolvimento de jogos digitais, uma das que serão oferecidas durante o Festival de Verão da UFMG.

“A área de jogos digitais está presente na vida da grande maioria das pessoas, além de movimentar bilhões de dólares por ano. Na oficina, vamos fornecer uma visão geral do processo de desenvolvimento de jogos, com aulas expositivas e também com atividades que permitam ao aluno experimentar o processo de desenvolvimento”, ele explica.

O professor acredita que a oficina é uma oportunidade de introdução a um mercado cada vez mais explorado no Brasil, principalmente no que se refere a aplicativos para celulares e jogos digitais didáticos. Ele lembra a atenção dada pela UFMG à área: “Temos jogos didáticos, como o Estrada Real Digital, desenvolvido pelo Centro de Convergência de Novas Mídias (CCNM) em parceria com o Departamento de Ciência da Computação (DCC), que transmite conceitos de história, geografia e meio ambiente para crianças de nove a 13 anos. Além disso, há o projeto Aladim, jogo de alfabetização que está sendo desenvolvido pelo DCC, Escola de Belas-Artes e Faculdade de Letras”, conta Chaimovicz.

Quando se trata de transmitir e gerar conhecimento na área de jogos digitais, a UFMG tem experiência. Além de ter organizado, em parceria com a PUC Minas, o Simpósio Brasileiro de Jogos e Entretenimento Digital (SBGames) em 2008, a Universidade conta com laboratório multidisciplinar de pesquisas em jogos e tem diversos artigos publicados, além de seis dissertações nos últimos quatro anos.


escolajogo

Artista e desenvolvedor de jogos e aplicativos educacionais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Informações

Game educativo “Infância Livre”, aborda tema de exploração do trabalho infantil

O game “Infância Livre” (http://www.mptgames.com.br/infancialivre/) é o primeiro jogo fruto de uma parceria entre o Ministério Público do Trabalho de Campina Grande e o Curso Superior de Jogos Digitais da Facisa. Trata-se de um jogo denúncia Leia mais…

Informações

Mapa Interativo dos Parques Municipais está atualizado para Android

Aplicativo dos Parques Municipais – Parques BH – recebeu atualização de informações, layout e programação. Desenvolvido em Unity3D, utiliza os novos recursos dessa poderosa ferramenta para criação de games 2D e 3D. A linguagem de programação Leia mais…

Informações

Aulas de tecnologia ganham espaço e importância nas escolas

Maria Laura Albuquerque Do UOL, em São Paulo Link: http://mulher.uol.com.br/gravidez-e-filhos/noticias/redacao/2014/08/25/aulas-de-tecnologia-ganham-espaco-e-importancia-nas-escolas.htm 25/08/2014 07h15 Cada vez mais instituições de ensino têm demonstrado abertura para a inserção, em sua grade de aulas, de matérias ligadas à tecnologia. Usar a Leia mais…