extraído do link: http://paulorubem.com.br/governo-lanca-jogos-educativos-na-internet-para-alunos-do-estado/

24 de outubro de 2008

Roberto Pereira/SEI

Ensinar brincando.

Esse é o principal objetivo da Olimpíada de Jogos e Educação lançada em Pernambuco nesta sexta-feira (24) pelo Governo do Estado em parceria com o Porto Digital. Em cerimônia no Palácio do Campo das Princesas, o governador Eduardo Campos apresentou a iniciativa que mistura jogos digitais a conhecimentos pedagógicos. Na gincana, equipes de estudantes resolverão questões vistas em salas de aulas, decifrar enigmas e conhecer os hábitos de outros países numa viagem pelo mundo através da internet.

“A Olimpíada dialoga com todo o esforço do nosso Governo e da sociedade de valorizar o conhecimento, resgatar a rede de ensino público e melhorar os indicadores da nossa escola pública”, afirmou o governador, que quando ministro da Ciência e Tecnologia lançou a Olimpíada Brasileira de Matemática para as Escolas Públicas que hoje reúne 18 milhões de estudantes e tornou-se a maior do gênero no mundo.

Eduardo falou que a intenção é fazer com que os alunos que freqüentam as famosas lan houses (casas de jogos em rede que são uma verdadeira febre no país) troquem os jogos de ação pelos oferecidos na Olimpíada: “Há uma enorme rede de lan houses por todo o estado de Pernambuco. Existe uma garotada interessada que freqüenta estas casas e o ideal é que pudéssemos trocar os jogos que pregam a violência, os mais jogados, por jogos que privilegiem o conhecimento”, afirmou Eduardo.

A Olimpíada foi aberta de maneira Beta (para teste) em 20 escolas públicas da Região Metropolitana do Recife. Nesta primeira fase, participam alunos e professores de 7ª e 8ª séries do ensino fundamental e de 1º ao 3º ano do ensino médio. A premiação das equipes melhores colocadas acontece em dezembro.

Lidiane Bonfim da Silva já inscreveu o seu time: “Acredito que esta olimpíada vai ser muito boa para nós alunos. É a oportunidade de desenvolvermos o nosso conhecimento e aprendermos coisas que a gente não sabe, dentro de um ambiente saudável de competição”, disse a aluna do 1º Ano da escola estadual Maciel Pinheiro, no Recife.


escolajogo

Artista e desenvolvedor de jogos e aplicativos educacionais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Artigos

A utilização de jogos como ferramenta de manifestação política

Já escrevi alguns artigos defendendo o uso dos jogos como ferramenta no processo de educação. Salvo algumas iniciativas isoladas no mundo e inclusive no Brasil, em geral, os jogos sofrem muita resistência por parte de Leia mais…

Artigos

VRML 2.0 – histórico, compatibilidades e usos

Nesse artigo, irei expor meus conhecimentos a respeito do VRML, com o qual venho trabalhando desde 1998, quando tive meus primeiros contatos com essa linguagem.   VRML 2.0 O VRML97 ou VRML 2.0 (versão) é Leia mais…

Artigos

Com criatividade e tecnologia, professor desperta interesse de alunos pela física e matemática

Akemi Nitahara Da Agência Brasil, no Rio de Janeiro Link da reportagem: http://educacao.uol.com.br/noticias/2012/10/15/com-criatividade-e-tecnologia-professor-desperta-interesse-de-alunos-pela-fisica-e-matematica.htm   Jogos eletrônicos, filmes em 3D e realidade aumentada, tecnologias que ainda são desconhecidas por parte dos jovens brasileiros. Ao perceber que seus Leia mais…