27/05/2011 – 10h59

THÉO AZEVEDO
da Redação Uol Jogos

Link: http://jogos.uol.com.br/ultimas-noticias/2011/05/27/qualcomm-desiste-do-zeebo-estudio-brasileiro-e-fechado-e-futuro-do-console-esta-ameacado.htm

Qualcomm desiste do Zeebo, estúdio brasileiro é fechado e futuro do console está ameaçado

O Zeebo chegou ao mercado em 2009 custando R$ 499

A trajetória do Zeebo, videogame brasileiro que chegou às prateleiras em 2009, pode estar chegando ao fim: a Qualcomm, principal investidora da Zeebo Inc., empresa por trás do console, decidiu parar de colocar dinheiro na empreitada. Com isso, o estúdio Zeebo Interactive Studios (ZIS), localizado em Campinas, será fechado em junho, causando a demissão de todos os funcionários – cerca de 35. As informações, extra-oficiais, foram dadas ao UOL Jogos por um dos funcionários que trabalhavam na empresa, que pediu para não ser identificado.

De acordo com um dos programadores do Zeebo, o Brew, plataforma de desenvolvimento utilizada pelo console, era muito pesado para o hardware. A decisão de migrar para a plataforma Android teria sido o estopim para que a Qualcomm deixasse de investir no videogame.

Na verdade, há tempos o Zeebo já dava a impressão de andar mal das pernas no Brasil: segundo o ex-funcionário, a decisão estratégica da Zeebo Inc. em investir em jogos educativos, como os da Turma da Mônica, teria desmotivado os funcionários do ZIS, que queriam fazer games para o público convencional. Alguns pediram demissão e deixaram a empresa, e seus cargos não foram repostos. Entre 10 e 15 pessoas teriam saído do ZIS, que até então possuía cerca de 50 empregados.

Um dos funcionários demitidos do ZIS disse que, embora o Zeebo não atravessasse boa fase, a notícia do fechamento do estúdio foi recebida com choque pela equipe.

O fechamento do ZIS deve afetar as operações do Zeebo não apenas no Brasil, mas também no México, uma vez os jogos lançados no país eram desenvolvidos no estúdio de Campinas. O Zeebo ainda está presente na Índia e China, mas ainda não se sabe como as operações nestes países serão influenciadas.

Procurada pelo UOL Jogos a Zeebo Inc., através de sua assessoria ainda não se manifestou. Mike Yuen, CEO da Zeebo Inc, e Márcio Dantas, gerente geral do ZIS, não retornaram até a publicação dessa matéria.

O videogame ‘made in Brasil’

Anunciado em novembro de 2008, o Zeebo chegou ao mercado brasileiro em junho de 2009. O console foi criado pela Zeebo Inc., uma joint-venture entre a Qualcomm e Tectoy. O console ‘brasileiro’ inovava ao fazer download de jogos usando a rede 3G chamada como “ZeeboNet”, dispensando assim o uso de mídias físicas.

O videogame chegou ao México em novembro de 2010, e em 2011 na Índia. O console teve no total 46 jogos, incluindo títulos como “Tekken 2”, “Resident Evil 4” e ” Crash Bandicoot Nitro Kart 3D”.

 


escolajogo

Artista e desenvolvedor de jogos e aplicativos educacionais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Informações

Evento: Bom dia Memorial – a periferia e sua diversidade

Estará ocorrendo neste fim de semana o evento “Boa noite memorial / Bom dia memorial – A periferia e sua diversidade” no Memorial Minas Gerais Vale. O evento, que começa na sexta, dia 29 de Leia mais…

Notícias

Pesquisa feita nos EUA mostra como videogames podem beneficiar crianças

02/03/2015 – 10h12 Veja 5 jogos que vão deixar você mais inteligente Théo Azevedo Do UOL, em São Paulo Link da reportagem “Jogar videogame faz bem. De acordo com um estudo da Academia Americana de Leia mais…

Informações

Game educativo “Infância Livre”, aborda tema de exploração do trabalho infantil

O game “Infância Livre” (http://www.mptgames.com.br/infancialivre/) é o primeiro jogo fruto de uma parceria entre o Ministério Público do Trabalho de Campina Grande e o Curso Superior de Jogos Digitais da Facisa. Trata-se de um jogo denúncia Leia mais…