Portal de notícias, artigos e informações. Criação e desenvolvimento de jogos e aplicativos digitais educativos.

18/12/2010 – 12h10

do Gamehall

Link: http://jogos.uol.com.br/ultnot/multi/2010/12/18/ult530u8874.jhtm

 

Faculdade de Minas Gerais vai fazer jogo com tecnologia Motion Capture

O curso superior de tecnologia em Jogos Digitais da Universidade FUMEC, de Belo Horizonte, anunciou que está produzindo os primeiros jogos brasileiros que utilizam a tecnologia de captura de movimentos, conhecida como “Motion Capture”, para a animação dos personagens.

De acordo com informações da Fumec, os primeiros títulos serão lançados em 2011. Um deles, cujo o nome ainda não foi revelado, é inspirado em um filme que revolucionou a linguagem do cinema. “A escolha de adaptar o roteiro do filme para o script do jogo tem muitos aspectos positivos. Ela provoca discussões sobre a linguagem dos jogos e a linguagem do audiovisual e fornece um ponto de partida para a criação e desenvolvimento do game, que é realizada coletivamente pelos professores e alunos do curso”, explica o coordenador, professor João Victor Gomide.

Segundo a Fumec, o professor João Victor trabalha também no desenvolvimento de um sistema de captura digital de movimento (mocap) em tempo real. A técnica permite a transformação de uma atuação ao vivo – por exemplo, a representação de um ator ou a corrida de um atleta – em uma performance digital, aplicada em um modelo virtual.

Outra novidade é que o projeto, que está sendo desenvolvido em colaboração estreita com o Núcleo de Processamento Digital de Imagens – NPDI, do Departamento de Ciência da Computação da UFMG, terá seu código disponível a quem se interessar pela tecnologia “O software está funcionando de ponta a ponta em tempo real e seu código é aberto. Estamos trabalhando neste momento para que ele seja disponibilizado para download em um portal da web, para que qualquer pessoa possa utilizar o aplicativo. Isso também motivará a colaboração de desenvolvedores de software e programadores do mundo inteiro para o aprimoramento do código-fonte, permitindo o contínuo amadurecimento e renovação do seu código”, ressalta Gomide.

Deixe um comentário