Portal de notícias, artigos e informações. Criação e desenvolvimento de jogos e aplicativos digitais educativos.

Archive for outubro, 2013

A população de Belo Horizonte acaba de ganhar uma nova ferramenta para se orientar durante visita ao Cemitério do Bonfim.
Foi desenvolvido um aplicativo que mostra o mapa do cemitério, com as quadras demarcadas e os principais jazigos em destaque. A iniciativa teve início depois da percepção pela demanda de se ter uma ferramenta que auxiliasse os visitantes durante a visita guiada, especialmente em dias mais cheios, como o dia dos Finados, comemorado no dia 02 de novembro.
O aplicativo – batizado de App Cemitério do Bonfim – possui informações do cemitério, como história e dados estatísticos, o mapa interativo, dados de jazigos de algumas personalidades políticas e religiosas, como Raul Soares, Otacílio Negrão de Lima e outros, além de fotos dos túmulos, esculpidos por artistas estrangeiros e brasileiros.

O aplicativo é gratuito e pode ser baixado no Google Play. Por enquanto, o aplicativo só pode ser instalado em aparelhos que usem sistema Android.

Links:
Site da Fundação de Parques Municipais – página com informações do Cemitério do Bonfim.

Link para download do App Cemitério do Bonfim.

Imagens do aplicativo:

Reportagem veiculada no site “Area H”, do portal UAI (www.uai.com.br), mostra pesquisa realizada nos EUA que quem joga videogame tem vantagem de 14% no ambiente de trabalho sobre quem não joga.

Por redação AreaH
Link da reportagem: http://www.areah.com.br/vibe/carreira/materia/61535/2/pagina_1/gamemaniacos-tem-melhor-rendimento-no-trabalho.aspx

Leia a reportagem na íntegra:

gamesVisto com maus olhos por muitos e considerado apenas uma forma de entretenimento que não adiciona em nada, os videogames trazem benefícios que você nem imaginava – um estudoconduzido pela Universidade de Denver, no Colorado (EUA) concluiu que quem joga videogame rende mais no trabalho. Agora você já tem a desculpa perfeita quando sua namorada te encher o saco por estar jogando demais.
A pesquisa foi feita com 6.476 estagiários, e aqueles que jogam videogames como PS3 e Xbox 360 possuem uma vantagem de 14% em habilidades gerais em relação aos que não jogam. Além disso, o grau de conhecimento geral dos gamers foi 11% superior aos outros, e a retenção de informação foi 9% maior.
Traci Sitzmann, PhD e professora assistente do núcleo que desenvolveu o estudo, diz que os jogos têm maior efeito quando promovem interações com o usuário, ao invés de apenas instruí-los passivamente. “Algumas empresas projetam jogos para seus funcionários há anos, mas até agora era tudo palpite, eles suspeitavam que os jogos ajudavam, mas não era provado”.
Os games são fontes de estímulo a criatividade e incentivam a resolução de problemas e a pro-atividade, pois a todo momento você deve concluir um objetivo, e para isso, deve elaborar estratégias e pensar na melhor forma de resolver os problemas. Essa experiência é facilmente aplicada ao dia-a-dia no ambiente de trabalho.
Mas não pense que se algo de errado acontecer você vai poder simplesmente apertar o “restart” e vai ficar tudo bem – essa possibilidade nos jogos pode criar o comportamento de que falhas e tropeços podem ser esquecidos ou perdoados, e isso não é verdade. É preciso ficar atento.
De qualquer forma, as jogatinas da madrugada agora tem valor para o seu futuro profissional!

Uma reportagem veiculada na Rede Record de Televisão, passou no programa “Balanço Geral”, da TV Record Minas, no dia 09/10/2013, e levantou questões dos processos da produção de jogos digitais utilizando a captura de movimento, algo até então, inédito no Brasil.

A reportagem foi feita na Faculdade Fumec, em Belo Horizonte, e entrevistou professores e o coordenador do curso de Jogos Digitais, João Victor.

Além disso, um dos entrevistados é nosso modelador e animador 3D, Glauder Ferreira, que mostrou o game play do game “As Aventuras de Pequito”.

Confira o vídeo da reportagem abaixo:

 

infografico-jogo-na-sala-de-aula

Já está disponível para download gratuito o aplicativo da programação do 27 Fantástico Mundo da Criança, no Parque das Mangabeiras.

O aplicativo foi desenvolvido na Fundação de Parques Municipais da Prefeitura de Belo Horizonte.

Foi utilizado o Flash 5.5, e Action Script 3.0.

Link direto, aqui.

icone_app

O game casual Esquiva!, desenvolvido pela Escola de Jogos, agora está disponível também no site “Best Android Apps“, além do Google Play.

O game foi desenvolvido em Flash, usando Action Script 3.0, e consiste em desviar das bolas verdes que surgem do centro da tela e ganhar vidas, pegando corações que também surgem do centro da tela. A bola vermelha, que é o jogador, se movimenta com toques na tela. Quando mais rápido o toque, mais rápida a bola se movimenta. O game aceita usar mais de um dedo para o movimento.

Com apenas uma fase, a Escola de Jogos pretende desenvolver, em breve, novas fases do joguinho.

Para fazer o download do game, que é gratuito, pelo Google Play, clique aqui!

Para fazer o download pelo Best Android Apps, clique aqui!

Bom divertimento!

O título é da reportagem veiculada no jornal Estado de Minas, no dia 30/09/2013.

O game em questão está em fase final de desenvolvimento e, a previsão, é que fique pronto ainda este ano.

O game está sendo desenvolvido pelos alunos do curso de Jogos Digitais da faculdade Fumec, de Belo Horizonte.
A Escola de Jogos está contribuindo de maneira substancial para a produção e para a divulgação do game. Produzimos uma pequena animação do game que pode ser vista no site www.corradoacaraje.com.br.

 

Veja um trecho da reportagem:

Um gaiato passa a noite na farra em Salvador e ao nascer do sol rouba o primeiro acarajé preparado por uma feirante para as vendas do dia. Um erro terrível. Na Bahia, todo mundo sabe. O quitute número um a sair da panela tem dono. Vai para Oxum, um poderoso orixá do candomblé que evidentemente não gostou nada do comportamento do espertinho. O que se segue é uma perseguição pelas ruas da capital baiana, com o gatuno tentando salvar a vida fugindo do acarajé que roubou, agora transformado em monstro por Oxum.

A ficção se passa no estado do Nordeste, mas foi idealizada e virou um jogo que está em fase de produção por professores e alunos da Universidade Fumec, de Belo Horizonte. Foi batizado de Corra acarajé, e a expectativa é que até o fim do ano possa ser acessado nos tradicionais sites especializados em jogos gratuitos. “Muito do que é feito hoje na área tem como base os Estados Unidos. Queremos colocar no mercado produtos com a cara do Brasil”, diz Hudson Ludgero Ribeiro, professor do curso de jogos digitais da universidade.(…)

Reportagem veiculada no jornal Estado de Minas

Publicação: 30/09/2013 07:40 Atualização: 30/09/2013 07:43

Leonardo Augusto

Leia mais!


02/10/2013 às 15h58

Do site Tecnoblog – diário tecnológico

 

Notícia veiculada no site Tecnoblog fala sobre o encerramento das atividades da empresa de games carioca Critical. Uma pena…

 

O estúdio de games carioca Critical anunciou oficialmente nesta tarde que vai mesmo fechar as portas no dia 7. Eles ficaram conhecidos por Dungeonland, um hack and slash co-op que foi distribuído pela Paradox e lançado em janeiro deste ano e recebeu críticas extremamente positivas da mídia especializada internacional.

Em um comunicado no site, o estúdio fala sobre os motivos que levaram à decisão de encerrar as atividades. Depois do sucesso de Dungeonland, dois novos projetos acabaram sendo cancelados e um terceiro, ainda mais ambicioso que o game que tornou o estúdio conhecido, encontrou muitos obstáculos para ser produzido, ainda mais com a dificuldade de conseguir incentivo financeiro no Brasil – o modelo a seguir, segundo o texto, seria procurar uma publisher, como ocorreu com Dungeonland.

Apesar do fim do estúdio, fica a promessa de que os trabalhos continuam: “em grupo ou individualmente, vamos continuar criando, empreendendo e ousando”.

Aproveitando a publicação, eles também anunciaram que estão organizando o Super BR Jam, um evento “de despedida” em parceria com a Nuuvem, Unity e Paradox Interactive, que deve acontecer em novembro e reunir vários estúdios brasileiros para criar games novos em 48 horas. E olha que legal: toda a grana obtida com a venda desses jogos vai para a uma escola voltada a crianças de comunidades carentes do Rio de Janeiro chamada Solar Meninos de Luz.

Estatísticas de Acesso:
  • 10 de agosto de 2010Desde:
  • 17Visitas hoje:
  • 149310Total de visitas:
  • 282437Visualizações:
  • 0Online:
Nuvem de Tags