Portal de notícias, artigos e informações. Criação e desenvolvimento de jogos e aplicativos digitais educativos.

27/06/2011 08h00 – Atualizado em 27/06/2011 09h01

G1 – Tecnologia e Games

Da BBC

Link da reportagem: http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2011/06/cientista-desenvolve-game-que-ensina-fazer-tortellini.html

Cientista desenvolve game que ensina a fazer tortellini

Software explica como enrolar a massa recheada típica de Bolonha por meio de imagens 3D, captadas a partir do movimento das mãos.

Uma equipe de cientistas da Universidade de Bolonha desenvolveu um software para explicar os segredos de preparação do prato mais tradicional da cidade italiana – a massa do tipo tortellini. O game abre com um vídeo que mostra o passo a passo de se criar o tortellini, uma massa recheada com carne cujo formato teria sido inspirado no umbigo da deusa Vênus.

Em seguida, o jogador do Tortellino X-perience, precisa amassar, enrolar a massa para o corte, recheá-la, e fechá-la, com um leve movimento dos dedos. Cada passo é monitorado por uma câmera comum, que transforma as imagens para 3D.

Jogo ensina usuário a preparar um dos principais pratos italianos. (Foto: Marco Roccetti / via BBC)

Os candidatos a cozinheiro só avançam no jogo se repetirem com perfeição a técnica bolonhesa. Segundo a lenda, a massa recheada com carne teve seu formato inspirado no umbigo da deusa Vênus. Tamanha delicadeza pode levar anos para ser aprendida.

O inventor do game, o professor de Ciências da Computação Marco Roccetti, explicou que escolheu o tortellini por duas razões: primeiro por se tratar de um prato típico de sua cidade e segundo “porque desenhar e arquitetar um game baseado nisso (na feitura da massa) era uma tarefa difícil sobre o ponto de vista técnico”.

Inspiração japonesa
O pesquisador explica que teve a ideia do software após acompanhar um experimento no Japão, em que macacos precisavam repetir gestos humanos projetados em uma parede. Os movimentos, assim como no Tortellino X-perience, eram captados e transformados em imagens 3D.

“Existem outras aplicações para esta tecnologia, que pode ser usada em assistência médica remota ou na reparação de peças de carros, aviões ou outros sistemas”, explica Roccetti. Ele aposta ainda no uso de softwares similares em museus e em programas de educação.

O invento foi considerado um dos dez mais interessantes expostos na World Expo 2010 de Xangai pela revista “New Scientist”, segundo o professor.

Prática italiana
A BBC testou o game em uma típica cantina de Bolonha, a Bentivoglio, onde os fregueses tentaram criar a especialidade da casa com as próprias mãos e com a ajuda do software.

Raffaela, uma das freguesas, que nunca havia enrolado nenhuma massa anteriormente, achou “divertido”. “Fazer tortellini é muito mais fácil do que eu pensei”, disse. Outro cliente, Alessandro, conhecedor da técnica, achou as lições “realistas”.

Quem reprovou o experimento foi a cozinheira Luisa, que enrola tortellinis há mais de 50 anos. Ela achou tudo muito complicado.

Deixe um comentário