Portal de notícias, artigos e informações. Criação e desenvolvimento de jogos e aplicativos digitais educativos.

Posts Tagged ‘PC’

UOL Jogos

Link: http://jogos.uol.com.br/pc/previas/minecraft.htm

Escola de Jogos não teve, ainda, acesso ao game. Mas em breve iremos testá-lo e verificar se realmente cumpre o que promete e postaremos nossa impressão e nossas observações a respeito da utilidade como um game lúdico que incentive a criatividade e a imaginação do jogador.

Prévia: Minecraft

Desenvolvedora: Mojang
Lançamento: 18/11/2011
Distribuidora: Mojang
Suporte: Multiplayer
Gênero: FPS

É estranho fazer uma “prévia” de um jogo que se pode jogar há mais de um ano, mas aparentemente “Minecraft” é um título que nos leva a repensar não apenas nas convenções dos jogos de computador, mas também do jornalismo de games.

“Minecraft” roda em Java no próprio navegador, mas tem conversões previstas para os celulares Xperia Play e o Xbox 360 com suporte ao kinect, além de “clones” em plataformas tais quais o iPhone e iPad. O jogo solta o jogador em um gigantesco mundo gerado aleatoriamente repleto de bloquinhos e cabe ao gamer extrair os recursos e recombiná-los criando diversas ferramentas ou montar estruturas, apelando para a criatividade como um jogo físico de empilhar bloquinhos.

O algoritmo de geração de terreno de “Minecraft” forja paisagens surpreendentemente variadas, com vales, penhascos, florestas, desertos, lagos congelados, cavernas, rios, cachoeiras de lava e assim por diante. O mundo vai sendo gerado conforme o jogador se locomove – podendo atingir até oito vezes o tamanho da superfície do planeta Terra se você gastasse alguns séculos de tempo real explorando – e há ainda toda uma dimensão paralela com ares de inferno, o nether, que pode ser acessada construindo um portal de obsidiana.

A jogabilidade em si é simples a ponto de ser infantil: o jogador se move com teclado e mouse como em qualquer FPS em um mundo formado de blocos de diferentes materiais, como areia, terra, madeira, pedra, carvão, ferro etc. Alguns blocos podem ser transformados e recombinados em ferramentas e itens ou reposicionados para construir desde um castelinho de areia até uma mansão. E é bom construir sim um abrigo, porque as noites e cavernas de “Minecraft” estão repletas de monstros e zumbis loucos para degustar o seu cérebro quadrado.

Empilhar cubinhos pode parecer bobeira, mas as invenções que os jogadores já construíram são impressionantes e mostram como gente grande pode se divertir com uma ferramenta tão simples. Grande parte do apelo do game é se exibir com a sua criação na internet, e toda uma comunidade foi formada em torno desse aspecto do jogo. Para se ter uma ideia da dimensão desse grupo paralelo, mais de meio milhão de vídeos sobre “Minecraft” já foram postados no Youtube.

A construção de grandes estruturas é a principal atividade desse perfil de jogador. Montanhas russas costumam ser os projetos favoritos, mas é possível encontrar versões em escala das pirâmides egípcias, do prédio do parlamento sueco, o Empire State Building, o Taj Mahal, o Arco do Triunfo e até recriações da Isengard de “O senhor dos Anéis”, uma USS Enterprise tamanho “real” e um globo gigantesco de todo o planeta Terra.

O jogo tornou o seu criador um milionário da noite para o dia – o programador sueco Markus Persson, mais conhecido pelo pseudônimo Notch. “Minecraft”vendeu milhões de unidades virtuais custando de início só o tempo dispendido por Persson. Isso passando batido por distribuidores, se fomentando só de marketing boca a boca – ou tecla a tecla.

E como “Minecraft” vai sendo atualizado ao invés de ser terminado e lançado, é capaz que a experiência ainda mude muito até seu “lançamento”, inclusive com tentativas de torná-lo mais com “cara de jogo”. Um lançamento que nada mais é, como o próprio Notch descreve, “apenas o momento que a gente pára de modificá-lo”.

Veja o vídeo:

 

01/05/2011 – 16h21

do Gamehall
Uol Jogos

Conteúdo adicional de “Civilization V” traz Dinamarca e novos mapas

Os exploradores de “Civilization V” estão prestes a se encontrar com uma nova civilização. A partir de 3 de maio, ela estará disponível para aqueles que comprarem o extra “Denmark Civilization and Scenario Pack”, que sai por US$ 4,99. Há ainda o extra “Explorers Map Pack” que sai pelo mesmo valor, e a compra de ambos diminui o preço para US$ 7,49.

Além da adição do cenário 1066: Year of Viking Destiny, o extra “Denmark Civilization and Scenario Pack” traz a civilização Denmark, que dá ao jogador o controle de Harald Bluetooth, líder responsável por guiar um grupo de combatentes ao mesmo tempo em que busca o controle de ilhas britânicas.

Já o extra “Explorer Map Pack” acrescenta mais dez mapas ao game. Cinco deles são baseados em localizações reais, e os demais apresentam um mecanismo que altera alguns aspectos dessas regiões a cada jogo, tornando as partidas ainda mais interessantes.

Leia mais…

No site Education Database Online, dos Estados Unidos, é possível ter uma leitura bastante completa da educação como um todo neste país.

Eles disponibilizam também, um estudo bastante detalhado e completo, do uso de video games, jogos para pcs, consoles e etc pela população estadosunidense. Vale a pena dar uma olhada e saber como andam as coisas por lá (tratando-se, claro, do uso de video games):

03.03.2011 / 15h06

autor: risastoider

Link: http://www.adrenaline.com.br/games/noticias/7752/asus-demonstra-sensor-de-movimentos-na-cebit-2011.html

ASUS demonstra sensor de movimentos na CeBIT 2011

A ASUS traz para o PC uma solução parecida com o Kinect do XBox 360. Trata-se do WAVI Xtion, um sensor de movimentos para games de computador composto de dois módulos: um dispositivo de streaming de mídia sem fio e o próprio sensor.

Assim como o acessório da Microsoft, a novidade de ASUS é baseada na captura dos movimentos do jogador com uma câmera. O sistema transmissor e receptor é capaz de reconhecer movimentos corporais, expressões do rosto e até a voz do usuário.

Com o WAVI Xtion, o usuário pode jogar em um quarto jogos armazenados em um PC que estiver em outro cômodo. Isso é possível graças à conexão WHDI (wireless HDMI), com alcance de até 25 metros.

O produto é resultado de uma parceria entre a ASUS e a PrimeSense e tem previsão de lançamento ainda no segundo trimestre deste ano.  Na ocasião, serão disponibilizados também alguns games, como o “MayaFit Cardio Lite”, focado no treinamento físico, e o “BeatBooster”, título multiplayer de corrida no qual os jogadores controlam veículos aéreos.

04/01/2011 – 17h15

do Gamehall
Uol Jogos

Asus revela câmera que captura movimentos para PC; acessório é inspirado no Kinect

O Kinect já é uma realidade para muitos jogadores, mas até o momento está disponível apenas para Xbox 360. Porém, isso vai mudar em breve, pois a Asus, fabricante de placa-mãe para computadores, e a PrimeSense, que trabalhou na câmera do acessório para o console da Microsoft, lançarão uma versão do periférico para PC chamada WAVI Xtion.

O acessório para PC será apresentado ao mundo durante a Consumer Electronics Show 2011, que acontece de 6 a 9 de janeiro nos Estados Unidos, e seu nome está relacionado as suas características: WAVI vem de “Wireless Audio & Video Interaction” (interação de áudio e vídeo sem fio), enquanto Xtion vem da câmera que captura os movimentos do usuário.

A data de lançamento do acessório já foi definida: segundo trimestre de 2011. As regiões que receberão o WAVI Xtion inicialmente não foram reveladas, mas as empresas distribuirão o acessório no mundo “em fases”.

Essa não é a primeira vez que um sensor de movimentos é associado ao PC. Em dezembro de 2010 o estúdio coreano GamePrix anunciou que está trabalhando em um game online sem limite de jogadores para a plataforma que faz uso do Kinect.

Xbox 360 em movimento

O Kinect é um acessório para o Xbox 360 que permite aos jogadores interagirem com o videogame sem a necessidade do controle. O sistema funciona com uma câmera de aproximadamente 23 cm de comprimento horizontal, que permite o alcance de até 2,7 metros de altura e 4 metros de profundidade.

06/11/2010 – 14h05

do Gamehall
Uol Jogos

Versão para Mac de “Civilization V” vem em 23 de novembro

Antes disponível apenas para PC, “Civilization V” também receberá uma versão para Mac.

O jogo de estratégia será distribuído tanto em formato físico quanto digital pela distribuidora Aspyr Media a partir do dia 23 de novembro.

Além da data de lançamento, a Aspyr Media divulgou também os requisitos mínimos para rodar o jogo nos computadores Apple.

Dentre muitos ajustes na mecânica, o game também conta com um recurso que reúne na interface do próprio jogo todos os “mods” que serão desenvolvidos para este. Em outras palavras, o jogo se encarrega de procurar os arquivos e instalá-los, poupando o jogador deste trabalho.

Leia mais: Uol Jogos – Versão para Mac de “Civilization V” vem em 23 de novembro

Por: GamesBrasil / Arena Turbo

22.10.2010

Link: http://arenaturbo.ig.com.br/materias/520501-521000/520849/520849_1.html

O serviço de distribuição digital de jogos de PC Good Old Games adquiriu a licença para comercializar mais um título clássico, o jogo de estratégia em turnos Age of Wonders 2: The Wizard’s Throne da Triumph Studios.

Misturando os melhores elementos de Civilization e Warcraft, o jogo coloca você no papel de um mago responsável por gerenciar o seu reino e coordenar as suas tropas em batalha.

Age of Wonders 2, originalmente lançado em 2002, é vendido em um pacote com 398 MB e inclui extras como wallpapers e a trilha sonora oficial, tudo por US$ 9,99. Você pode comprar o jogo clicando aqui.

Muito bom o jogo da Sid Meiers.

Muito completo, muitas opções de jogabilidade, muitos recursos o que faz com que seja um jogo de muita paciência. São horas à frente do computador para que sua civilização se desenvolva.

Haja paciência. Além disso, é preciso um pc bem parrudo pra jogar. Testei num Pentium IV 3.0 Ghz, com 3 GB de Memória RAM e uma placa de vídeo NiVidea GeForce de 512MB. O jogo rodou bem, mas quando as civilizações estão bem adiantadas, demora muito para os outros players terminarem seu turno.

Se for jogar em modo multi-usuário então, deve ser mais demorado ainda.

Mas, é um bom jogo de estratégia. Com certeza vai agradar e muito. Recomendo!

Civilization V: game de estratégia e uma boa dose de história!

Finalmente saiu um título bastante esperado para fãs de jogos de estratégia: Civilization V!

O título consegue uma boa mistura entre aula de história e jogo de estratégia, onde jogadores podem mudar os rumos da história e se divertir com isso; videoanálise.

Por: UOL Jogos

Publicado em: 14/10/2010

Link do jogo: Civilization V. Sid Meier’s.

Um game produzido no Brasil, por uma empresa brasileira (Donsoft Entertainment), tem como
plano de fundo a história da escravidão. Um game que alia tecnologia, educação e cultura. Confira o vídeo da reportagem IG:

Estatísticas de Acesso:
  • 10 de agosto de 2010Desde:
  • 33Visitas hoje:
  • 157575Total de visitas:
  • 299874Visualizações:
  • 1Online:
Nuvem de Tags