Notícias

Novas Tecnologias na Educação

Hoje é possível encontrarmos alta tecnologia aplicada diretamente no ensino. Escolas públicas e particulares estão aderindo, cada vez mais aos recursos que a tecnologia nos oferece. Abaixo uma notícia veiculada no site Portal do Professor, do MEC, retratando essa nova realidade da educação brasileira. Uma curiosidade: eles utilizam um sistema Leia mais…

Por escolajogo, atrás
Jogos

Cientista desenvolve game que ensina a fazer tortellini

27/06/2011 08h00 – Atualizado em 27/06/2011 09h01 G1 – Tecnologia e Games Da BBC Link da reportagem: http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2011/06/cientista-desenvolve-game-que-ensina-fazer-tortellini.html … Cientista desenvolve game que ensina a fazer tortellini Software explica como enrolar a massa recheada típica de Bolonha por meio de imagens 3D, captadas a partir do movimento das mãos. … Leia mais…

Por escolajogo, atrás
Informações

ScionPC – Crie sua árvore genealógica!

Uol Tecnologia Link: http://ziggi.uol.com.br/downloads/scionpc ...

ScionPC

Crie sua árvore genealógica com este software gratuito e fácil de usar.

Ficha Técnica

  • Versão: 7.4
  • Atualizado: há 20 horas, 54 minutos atrás
  • Tamanho: 6.51 MB
  • Empresa: Homepages.paradise.nz
  • Sistema: Win XP/Win 2000/VISTA/7
  • Distribuição: Gratuito
...
ScionPC é um aplicativo simples e gratuito que permite ao usuário montar a sua árvore genealógica para a identificação de sua família através do banco de dados da GEDCOM. Crie sua árvore genealógica com este software gratuito e fácil de usar, bastando que você indique o seu nome e o sobrenome e o programa faz uma busca no banco de dados. O usuário também poderá importar tudo para o banco do software.

Por escolajogo, atrás
Tecnologia

Software ajuda a montar um Plano de Negócio

Você está interessado em montar um negócio? Utilizar softwares para o bem público não é novidade. Esse software apresentado pelo SEBRAE também não é uma novidade. Disponível para download gratuito, o software (ou ferramenta) “Como Elaborar um Plano de Negócio”, ajuda o interessado (empresário) a planejar o próprio negócio, seja Leia mais…

Por escolajogo, atrás
Artigos

Software Educativo

extraído do link: http://www.rieoei.org/experiencias41.htm ... Software Educativo (Recursos utilizados nas aulas de informática educativa no período de educação infanftil) Regina Lucia Napolitano Felício Felix Batista(1) 14-1-03 “Em um futuro não muito remoto, o professor que não souber avaliar e escolher um Software educativo será considerado analfabeto”. Alberto Jorge Filho Analisar os critérios tecnológicos e pedagógicos utilizados e a teoria escolhida para o trabalho com software educativo por crianças no período de Educação Infantil. Destacar as teorias tecnológicas e as filosofias educacionais para a montagem da proposta para o trabalho da informática educativa e aplicação do software educativo correta. Incluir a tecnologia e a informática na educação infantil é um reflexo das mudanças sociais. Esta inclusão é o reflexo da invasão eletrônica. Desenvolver um trabalho educacional através dos recursos da informática dando ênfase ao software educativo é o que a maioria das propostas cogita, porém trabalhar os princípios da tecnologia educacional voltado para o desenvolvimento, desafios e raciocínio é o que não se está conseguindo por haver uma interpretação errada das bases axiológicas da informática e da tecnologia educacional. Esta pesquisa se propõe a desenvolver o tema do uso do software educativo por crianças no período de educação infantil, porém observa o contexto das bases axiológicas da informática educativa e da tecnologia educacional, não esquecendo dos conceitos e fundamentos dos softwares educativos deverão ser estudados. (mais…)

Por escolajogo, atrás
Artigos

Jogos de aprendizagem no Brasil

extraído do link: http://www.universia.com.br/ead/materia.jsp?materia=5950 ... Professores, empresas de EAD, produtoras de software e escolas mudam a cara do aprendizado tradicional. Com muita criatividade e um pouco de tecnologia, os games invadem o cotidiano da aprendizagem e mudam o conceito de pedagogia. Saiba a opinião dos especialistas, leia teses e divirta-se testando jogos educativos. Publicado em 17/12/2004 Por Renata Aquino O mercado de games no Brasil só tem o que comemorar. O apoio definitivo de grandes instituições, como o Ministério da Cultura, fez com que ano de 2004 fosse bastante positivo no balanço geral. Além de promover um concurso de jogos que atraiu propostas de todo o Brasil, o Ministério também esteve presente na EGS (Electronic Game Show), a feira de videogames que mobilizou o mercado brasileiro. Além do MinC, entidades como Abragames (Associação Brasileira das Empresas de Games) unem os estúdios, centros de pesquisa e outras instituições do mercado buscando incentivar os jogos eletrônicos no país. Mercado para educação Os jogos educativos brasileiros não tiveram iniciativas de incentivo direto como a dirigida pelo MinC para desenvolvimento. Ainda assim, os produtos são muito consumidos por escolas brasileiras. "As escolas são nosso melhor cliente", diz Paulo Roque, da Divertire Games, responsável pelo best-seller Coelho Sabido. No varejo, a situação é diferente. Após a saída de uma das maiores empresas de software educacional do mercado, a Brasoftware, a presença de títulos educativos nas prateleiras do supermercado decaiu. Outra grande produtora, a Positivo Informática, concentra seus esforços também em distribuição de produtos localizados (traduzidos), como a série Disney. Por outro lado, empresas de outras áreas da educação estão cada vez mais investindo em jogos eletrônicos e podem reestabelecer a calmaria no mercado. Dentre elas, está o Objetivo, rede de colégios e IES que passou a produzir softwares educacionais. Para os especialistas no mercado, o uso de jogos educativos só tende a crescer. "O ensino atual é totalmente passivo. Há um professor transmitindo conhecimentos e uma pessoa que está recebendo esses conhecimentos passivamente. Quando é criado um jogo, o aluno sai da passividade", afirma André Battaiola, professor da UFPR. A professora Sônia Pucci Medina da UVA, especializada em Educação Corporativa, não vê novidade na chegada dos jogos nas empresas. "Tudo que seja usado para contextualizar o cotidiano de forma simples e natural é um instrumento válido na aprendizagem", afirma a professora. "Os jogos são muito antigos, o processo educacional é que precisa olhar com mais cuidado como tratar estes instrumentos de forma eficaz". Marcos Magalhães, diretor do Anima Mundi e coordenador de pós-graduação na PUC-Rio, diz que a linguagem da animação nos jogos eletrônicos é o grande diferencial. "Os jogos têm um potencial enorme, quando você cria uma animação para um jogo, há várias possibilidades de desdobramento da ação, o que cria uma situação muito propícia para aplicar conteúdo didático e usar em experiências de treinamento", diz o professor. (mais…)

Por escolajogo, atrás